sábado, 17 de junho de 2017

Negócio… da loja dos chineses

Deixem cá ver se percebi bem: o Sporting compra um jogador (Battaglia) ao Braga a um ano deste terminar o contrato, por 3,5 milhões de Euros, ficando com 60% dos direitos económicos do jogador. No pacote cede dois jogadores, um definitivamente (da casa), outro por empréstimo, ficando responsável pelo pagamento de parte significativa do ordenado deste último. O negócio culmina com a cereja de 20% de mais-valias numa próxima venda do jogador, o tal Battaglia. Deixem cá ver se percebi bem: se correr mal, o Sporting fica com o banco mau, se correr bem, divide o espólio, ou melhor, o banco bom, com o Braga, sem este correr qualquer risco na empreitada. Com as vacances, os emails, e a silly season, não podíamos esperar melhor. Ainda bem que faltam uns dois meses de defeso. Vai ser uma festa. 

quinta-feira, 15 de junho de 2017

sábado, 3 de junho de 2017

Actualidades

Real Madrid sagra-se bicampeão europeu com bis de CR7

O Real Madrid venceu a Juventus por 4-1 e tornou-se a primeira equipa da era Liga dos Campeões a vencer a prova duas vezes consecutivas. Ronaldo bisou e terá encomendado a sua quinta Bola de Ouro.

 

 

quinta-feira, 1 de junho de 2017

O hábito faz o campeão

Ontem, fomos campeões em andebol. Há muito tempo que não via um jogo do Sporting com tanto nervoso miudinho.

Estávamos a ganhar por nove golos de diferença e, de repente, estávamos a um de distância. Valeu-nos o central, o Carlos Ruesga. Marcou os últimos três golos, sendo os dois últimos completamente decisivos. Nessa altura, todos os outros jogadores estavam mentalmente bloqueados. Nem se viravam para a baliza.

Esta pressão de não ganhar há muito e de se ter de ganhar pesa e pesa muito. Perdemos o hábito de ganhar e, por isso, em quase todas as modalidades temos ataques de ansiedade nos momentos mais inoportunos. Há quem chame a isso o Sporting. Nada de mais errado. Se ganharmos mais, vão ver que passa.